O espaço do Eu e o do Outro ou do Dia Internacional da Mulher

Muitos homens poderão dizer, deste dia, que não se justifica (já) o destaque que internacionalmente é dado à mulher. Os tempos terão mudado, os direitos convergem com os dos homens, as capacidades são análogas, as oportunidades também. Talvez. Mas isso só ocorre no melhor dos mundos, se este existir para além da utopia. Continuamos aContinue a ler “O espaço do Eu e o do Outro ou do Dia Internacional da Mulher”

A Adaptação ao décimo ano

Quando cheguei à nova escola, senti que fui bem acolhida, quer pela comunidade educativa, quer pelos meus colegas. Do terceiro ciclo para o secundário as coisas mudaram muito: o ritmo das aulas é mais acelerado, o programa é mais extenso mas a matéria é, praticamente, a continuação do nono ano um pouco mais aprofundada. AindaContinue a ler “A Adaptação ao décimo ano”

Sondagem: o que acha(s) do 100Letras?

  Numa época em que tudo é mensurável e previsível, numa momento em que as sondagens fazem parte do nosso dia a dia, pedimos aos nossos leitores habituais que nos ajudem a melhorar, seja através do preenchimento do inquérito abaixo, seja através de sugestões no espaço dos comentários. Com esta pequena sondagem (válida por umaContinue a ler “Sondagem: o que acha(s) do 100Letras?”

As pedras que nos sobrevivem

  Alentejo – Safara – 1986   É estranho estarmos num lugar – o mesmo lugar – e ele já não ser o mesmo. Verificamos que a matéria permanece, as casas, o empedrado das ruas, o desenho do horizonte, mas há algo que mudou e não nos damos logo conta do que é. Estou numContinue a ler “As pedras que nos sobrevivem”

O neoliberalismo visto por um aluno

                     O Neoliberalismo caracteriza-se por um conjunto de ideias políticas económicas e capitalistas que defende a não intervenção do Estado na economia.             Tem como prioridades a mínima participação estatal na economia de um país, a pouca intervenção do governo no mercado de trabalho, a políticaContinue a ler “O neoliberalismo visto por um aluno”

(Pequeno) Ensaio sobre a Família

A FAMÍLIA Tradicionalmente, a família é o conjunto de pessoas que possuem um grau de parentesco entre si, que partilham o mesmo espaço e os mesmos recursos. A família nuclear é normalmente formada pelo pai e mãe, unidos pelo matrimónio ou por união de facto e por um ou mais filhos. Porém, de alguns anosContinue a ler “(Pequeno) Ensaio sobre a Família”

Os limites do humor

A comédia, grosso modo, é o uso do humor nas artes cénicas, espetáculos, filmes, etc. De modo geral, comédia é aquilo que faz rir, que é engraçado. Neste sentido, o conceito de humor está associado ao de comédia e, muitas vezes, não fazemos distinção entre ambos. Mel Brooks define comédia da seguinte maneira: «Tragédia éContinue a ler “Os limites do humor”

Bicicleta, o veículo do futuro?

Numa época em que cada vez mais se pensa em alternativas ao automóvel, a procura duma solução tem vindo a ganhar cada vez mais força, uma vez que a poluição ambiental é levada a sério pela sociedade, que se preocupa com uma melhor e mais saudável gestão da vida do nosso planeta, a Terra. AlémContinue a ler “Bicicleta, o veículo do futuro?”

Para ler: o Jornal 100 Letras em pdf

100-letras-novo-30-anos Para comemorar os 30 anos da Escola Secundária Leal da Câmara, nada melhor do que publicar uma versão impressa do jornal que foi, durante quase duas décadas, emblemático da escola, um acontecimento aguardado de edição para edição. Só com ajuda de toda a comunidade escolar foi possível a realização e lançamento do Jornal 100Continue a ler “Para ler: o Jornal 100 Letras em pdf”

Crónica do ensino noturno

São muitos. Chegam ao dealbar da noite, o cansaço embrulhado em lenços, encobertos pela penumbra que lhes esconde o olhar. São os alunos dos cursos noturnos, que encontram na escola uma sopa quente, um miniprato servido com um sorriso e uma cadeira para pousar a vida, só por um momento. O saber é árido eContinue a ler “Crónica do ensino noturno”

Ser novo aluno na Leal

  Foi no dia 16 de setembro deste ano que entrei nesta escola. Sentia-me como um “peixe fora de água”, pois não conhecia a escola, os funcionários, nem sequer os colegas da minha turma. Confesso que foi um bocadinho difícil e trabalhoso adequar-me a uma escola com tanto prestígio e reconhecimento, porque sabia que iria juntar-me a grandes pessoas, ao nívelContinue a ler “Ser novo aluno na Leal”

A informática na Leal da Câmara vista pelo Professor Vitor Alves

Estávamos no ano 1992, o Iraque tinha acabado de invadir o Koweit e adivinhava-se uma crise que me apanhou. Então, vim bater à porta da Leal da Câmara à procura de trabalho. Naquele tempo o ensino era um recurso, pois estava sempre disponível. Tinha acabado de sair de uma falência, quando me foi apresentado umContinue a ler “A informática na Leal da Câmara vista pelo Professor Vitor Alves”

Memórias de uma ex-aluna

  Corria o ano de 1989, quando, pela primeira vez, entrei na Escola Secundária Leal da Câmara como estudante do 7º ano, não imaginando, na altura, o quão importante ela seria na minha vida. Nela aprendi, com muitos dos professores que ainda fazem parte do seu quadro e que me transmitiram muitos dos seus conhecimentos,Continue a ler “Memórias de uma ex-aluna”

A Leal vista pelo Sr. Palmeira

Por ocasião dos 30 anos da Leal pedimos a vários membros da comunidade escolar e educativa que se pronunciassem sobre a escola. Este é o depoimento do Sr. Palmeira da Portaria. Cada um de nós traz dentro de si a representação do que é uma escola, por conta das experiências que vivenciamos neste universo. ÉContinue a ler “A Leal vista pelo Sr. Palmeira”

A língua portuguesa no mundo

O Novo Atlas da Língua Portuguesa organizado pelo ISCTE e  lançado ontem à tarde no Palácio das Necessidades revela dados surpreendentes sobre o número de falantes de português no mundo. Segundo informa o Jornal Público,  «as projeções demográficas das Nações Unidas vierem a confirmar-se, este número não só aumentará substancialmente – serão 387 milhões em 2050Continue a ler “A língua portuguesa no mundo”

Uma história infantil para adultos

Toda a gente sabe que as histórias infantis, pela sua índole moralizante e conteúdo narrativo, radicam numa profunda bipolaridade entre o bem e o mal. Por isso as ouvíamos e ficávamos a pensar durante horas na rainha má e na rainha boa, na princesa inocente, no terrível sultão e no lobo mau, ao mesmo tempo que suspirávamos deContinue a ler “Uma história infantil para adultos”

A política do vale tudo

Quando o desespero toma conta das organizações, sejam elas quais forem, políticas, religiosas, educacionais, desportivas, a ausência de orientação desencadeia comummente a ação sem alvo preciso e com todos os alvos na mira. É o que em bom português se designa por “vale tudo”- seja o que for – importando apenas os resultados. Ora, este tipo deContinue a ler “A política do vale tudo”

Tirar o cavalinho da chuva

  https://twitter.com/Knightcartoons/status/746275065126227969/photo/1?ref_src=twsrc%5Etfw O mundo continuou a girar para o mesmo lado, mas a Europa acordou em crise quando se soube o já esperado, que o  Reino Unido havia decidido tirar de vez “o cavalinho da chuva”. Não é que o cavalinho fosse muito mau, pelo menos para Portugal, não tanto certamente como o cavalinho holandês, nosso desdeContinue a ler “Tirar o cavalinho da chuva”

Entre o público e o privado

Século XXI, ano da graça de 2016, uma sociedade sob o signo do “público-privado”. Este novo composto morfossintático, antitético na sua génese, define uma tendência que, mais do que política, é amorfa, em busca de um lugar na lógica do pensamento humano. Não há nenhuma ideologia política ou sociológica, muito menos filosófica que consubstancie e legitimize o conceito de “público-privado”. No entanto, eleContinue a ler “Entre o público e o privado”

25 de Abril, um símbolo intemporal

Os símbolos, enquanto formas concisas de representar ideias, prolongam-se no tempo e passam de geração em geração, até se esquecer a sua história. São, porém, universais, porque também o são as ideias que representam. O desejo pela liberdade é intemporal e tem conduzido a humanidade em revoluções e guerras sem fim. Abril é, pois, o símbolo daContinue a ler “25 de Abril, um símbolo intemporal”

Texto expositivo-argumentativo: o perigo das generalizações

A polémica instalou-se entre quem defende a liberdade de expressão e quem acha que o livro Alentejo Prometido de Henrique Raposo é um amplo conjunto de banalidades sobre esta parte do nosso país. Não concebo que se utilizem as redes sociais para o comentário insultuoso, nem sou de redes sociais, muito menos de insultos. Porém, lendo o excerto doContinue a ler “Texto expositivo-argumentativo: o perigo das generalizações”

O mundo é um lugar perigoso para as crianças

Manifestação contra a presença da troika em Outubro de 2012 – ENRIC VIVES-RUBIO . As notícias desta semana ainda não esfriaram na nossa memória e, provavelmente, continuarão a queimar-nos ainda durante muito tempo como brasido incómodo: a violência doméstica, a depressão coletiva de um país refém da Europa que nos quer, a todo o custo, desprotegidos e úteis à suaContinue a ler “O mundo é um lugar perigoso para as crianças”

As sombras da felicidade

Chegou-nos este texto, tão sincero e emotivo, que nos lembra que “O tempo que passamos a ser infelizes foi tempo desperdiçado.” Obrigada pelo testemunho! Após uma pequena investigação, detetei um problema sério que anda a afetar várias pessoas nos dias de hoje, esse problema é a depressão. Ao contrário do que muitos possam pensar, a depressão não éContinue a ler “As sombras da felicidade”

Uma reunião memorável!

No dia 19 de janeiro fui convidada a assistir à primeira parte de uma reunião com Encarregados de Educação, do 12.º C1. A Diretora de Turma explicou que os alunos iam apresentar aos pais um trabalho que haviam realizado e apresentado nas aulas de Biologia. Os alunos, divididos em grupos, construíram cenas do quotidiano emContinue a ler “Uma reunião memorável!”

Sermão de Santo António aos contribuintes

Olhai, contribuintes, que se há de dizer hoje que vos edifique a não ser que, de tanto contribuirdes, contribuís até para aquilo que não sabeis? É certo que vos louvaria o Santo, se soubesse que a vossa condição vos elevaria tão alto na voz do mundo e que vos havíeis de tornar exímios na salvação dosContinue a ler “Sermão de Santo António aos contribuintes”

Competências & Conteúdos

A propósito de uns folhetos produzidos pelo 11º C5 em Português… . A escola é o espaço onde se espera que o aluno comece a configurar a sua inclinação para determinada área, profissão, forma de estar no mundo.  E tal percurso, sabemos, deve muito à aquisição de competências, um “saber fazer” que  resulta de práticas orientadasContinue a ler “Competências & Conteúdos”

Como nasce e cresce uma escola

A Professora Lucinda Santos enviou-nos um artigo sobre a escola e sobre as pessoas que a viram nascer e crescer.   Hoje a Leal faz anos, 29. Na história da vida de um ser humano, 29 anos correspondem ainda à fase da juventude. Porém uma instituição com 29 anos já viveu anos suficientes para atingir aContinue a ler “Como nasce e cresce uma escola”

Crónica de uma ressurreição anunciada

Dezassete anos depois… No decorrer da nossa carreira vários desafios nos são colocados e são esses desafios que nos fazem crescer. A Leal era e continua a ser uma escola de desafios. Há dezassete anos, o repto lançado, depois do desafio Unidades Capitalizáveis, foi a coordenação do Jornal 100 Letras. A experiência jornalística era nulaContinue a ler “Crónica de uma ressurreição anunciada”