A receção aos novos alunos com música, teatro e poesia

 

lucinda

Em cada ano letivo, as escolas organizam-se em função de um certo número de regras, registadas em despachos, diplomas e projetos-lei, contingências burocráticas que são iguais para todos os estabelecimentos públicos, o que não faz delas instituições simétricas. Muito pelo contrário, existem diferenças que definem a especificidade de cada organização, feita de pessoas e para pessoas. E são estas que imprimem a diferença.

Assim, o ano letivo na escola pública (desconheço como é nas privadas) começa com um conjunto de decisões organizativas que, sendo elas também administrativas, são decorrentes da filosofia educativa de quem nela trabalha, algo que vem do passado e do presente e que constitui esse residual a que se chama tradição, quase consuetudinal, que reflete a filosofia da organização.

São pequenas grandes coisas, visíveis, por exemplo, na forma como os alunos são recebidos. Não se trata de um esforço de integração, nem de inclusão, que estes são processos lentos de doação recíproca. É simplesmente o respeito pelo que sente o outro, porque a chegada de novos alunos traz esse mistério iniciático da novidade de quem visita pela primeira vez um lugar novo que sabe vir a ser o seu. Trata-se apenas de tornar esse impacto menor e mais motivador. Receção: acolhimento, aceitação, passagem de um testemunho que abre a nova idade, o novo ciclo, o novo espaço e todas as descobertas e vivências que a nova escola traz.

É por isso que se fazem receções aos alunos e aos pais. Visitas à escola, bar, biblioteca, sala de estudo, papelaria. Alunos mais velhos que apadrinham outros, professores que apresentam os seus clubes, como se a escola fosse um espaço aberto e amplamente novo. E é essa frescura que podemos oferecer, que temos obrigação de oferecer o ano inteiro.

No Agrupamento onde trabalhamos, as receções são celebradas com as palavras de quem acredita que a escola é o melhor lugar para uma criança ou um jovem crescerem. Têm música, teatro e poesia. E haverá melhor maneira de começar?

As palavras do Diretor são precisas e necessárias. A música é sobre o sonho. O texto da Subdiretora Lucinda Santos, que abaixo se publica, aflora a capacidade de continuar a acreditar nele, sempre.

O teatro foi proporcionado pelo Grupo Reticências que, mais uma vez, nos brindou com uma magnífica atuação, cujo final resume toda as doutrinas sobre a missão da escola:

“No fundo, quando eu for grande / sem que isso seja um insulto / o que eu acho que vou ser / afinal é mesmo adulto.”
José Jorge Letria, O que eu quero ser

«Nós somos feitos da matéria de que são feitos os sonhos».

A capacidade de sonhar é intrínseca à condição humana. Sem sonhos o que seríamos nós? Muito pouco…  para não dizer quase nada… ou… para não dizer mesmo nada. Sem sonhos não seríamos nada, nada mesmo, porque, decerto, não procuraríamos crescer e melhorar.

São os sonhos que humanizam o homem e que dão sentido e colorido à sua vida, o impulsionam para a ação e o fazem crescer e realizar-se em várias dimensões.

Sempre no sentido da melhoria do seu potencial humano, sempre no sentido de uma dimensão construtiva da pessoa, porque o sonho não se pode dissociar da ideia de bem. Seria impensável dissociar o sonho da ideia de bem.

Todos nós temos sonhos ,,, À nossa medida … Os sonhos só fazem sentido se forem à nossa medida, à medida do que somos como seres humanos, à medida das coisas em que acreditamos e pelas quais temos vontade de lutar…

O homem é do tamanho do seu sonho, disse Fernando Pessoa. Os nossos alunos que estão aqui também serão e agirão à medida dos sonhos que trazem com eles e que a Escola irá ajudar a concretizar. A concretizar os sonhos que trazem e a impulsionar os sonhos que levarão consigo quando saírem daqui.

A concretização de um sonho acaba inevitavelmente por conduzir à criação de outro sonho.

O percurso escolar e o percurso de vida são inevitavelmente marcados pelo sonho. «Pelo sonho é que vamos»…  «Pelo sonho é que somos»… «O sonho é uma constante da vida»…

                                                                                                                                                                                                                      Lucinda Santos

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s