Bicicleta, o veículo do futuro?

captura_de_pantalla_2016-06-28_a_las_11-45-55

Numa época em que cada vez mais se pensa em alternativas ao automóvel, a procura duma solução tem vindo a ganhar cada vez mais força, uma vez que a poluição ambiental é levada a sério pela sociedade, que se preocupa com uma melhor e mais saudável gestão da vida do nosso planeta, a Terra. Além disso, a carteira dos cidadãos tem também sofrido muito com o uso excessivo e por vezes desnecessário do automóvel, com os preços do combustível, com a manutenção e seguro, para citar apenas alguns dos muitos custos que o cidadão tem ao ser detentor de um automóvel.

Face a estes problemas, muitas soluções têm sido propostas, sendo uma delas o uso da bicicleta. Considerado actualmente como o meio de transporte mais utilizado do mundo, a bicicleta poderá ser uma alternativa eficiente aos automóveis. Como é um meio de transporte relativamente pequeno e de fácil condução, o cidadão não mais terá de se preocupar com a tarefa difícil de encontrar estacionamento, com os atrasos resultantes dos engarrafamentos, não gastará dinheiro na obtenção da licença … Enfim, o uso da bicicleta como transporte diário alivia, e muito, os nossos bolsos, até porque somos nós mesmos (o nosso esforço físico) o combustível necessário para a pôr em movimento.

Além disso, com a bicicleta corremos, à partida, menos riscos de sofrer um acidente de viação, pois as velocidades implicadas (principal causa de acidentes) serão menores. A nível ambiental, o nosso planeta agradece pois menos poluição será causada, tanto sonora (barulho dos motores dos carros, buzinas), como atmosférica e visual (trânsito, fumos).

Porém, para que o uso da bicicleta em massa seja possível, a população terá de ser reeducada, assim como terão de ser construídas muitas infraestruturas, o que pode ser difícil numa sociedade sobrelotada em muitos pontos do mundo e com carências de espaço. Em muitos casos, a bicicleta poderá nem sempre servir, pois não é um veículo que aguente grandes cargas, e não servirá para uma família de quatro pessoas se deslocar em viagem; do mesmo modo, uma pessoa com um posto de trabalho longe da sua casa levaria também muito mais tempo a chegar; pessoas com deficiências físicas poderão também ser prejudicadas neste processo, visto que uma boa condição física é precisa para o uso da bicicleta.

Concluindo, a aceitação da bicicleta como principal substituto do automóvel poderá ser uma tarefa difícil ou quase impossível, face a alguns dos factores já mencionados, visto que a sociedade inteira teria de mudar drasticamente a todos os níveis. A existência da humanidade tem sido marcada por muitas mudanças e já houve sociedades inteiras que tiveram elas mesmas de se revolucionar para estarmos onde estamos. A bicicleta poderá ser mais uma dessas mudanças consideradas hoje impossíveis e ridículas, mas brilhantes no futuro.

Miguel Pinto

12º CT/LH

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s